Começar de novo

O Projeto Começar de Novo do Conselho Nacional de Justiça é capitaneado no Estado de Sergipe pelo Conselho da Comunidade na Execução Penal e está voltada a inserção deassistidos cadastrados no CCEP/Se ao mercado de trabalho. 

A ideia dessa atividade foi baseada na experiência do Conselho de Campo Grande e trazida para nosso Estado pelo ex-Presidente do CCEP/SE José Raimundo de Sousa. A luta para implantação foi grande, pois as portas estavam sempre fechadas. 

São mudanças atitudinais que fazem a diferença. A primeira instituição a receber essa mão de obra foi a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa Tabuleiros Costeiros, através da amizade pessoal do Conselheiro Prof. Dr. Givaldo com o então Diretor da Embrapa e Engenheiro Agrônomo e Sociólogo, Dr. Manoel Moacir, cuja sensibilidade às causas sociais, em junho de 2014, abriu as portas ao Projeto, firmando a parceria com o CCEP/Se para utilização da mão de obra de cinco (05) apenados em regime aberto. 

Posteriormente participaram do Projeto a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Aracaju – SEMA, a Secretaria de Estado da Segurança Pública – SSP, a Secretaria de Estado da Justiça e Direitos do Consumidor – SEJUC, e por último a Secretaria de Estado do Esporte, Lazer e Juventude – SEEL.

Em andamento uma parceria com o Governo do Estado de Sergipe e a Prefeitura Municipal de Aracaju para a contratação centralizada dessa mão de obra, que é regida pela Lei de Execuções Penais – LEP No período de 2014-2017 foram reinseridos no mercado de trabalho cento e sete (107) assistidos, cuja situação está demonstrada nos gráficos abaixo.

O resultado positivo desse Projeto só foi possível graças ao empenho do Conselho em fazer visitas e reuniões sistemáticas ao local de trabalho e a interação positiva entre os assistidos e os Conselheiros, cujo nome já indica a função de aconselhamento e orientação, tanto ao assistido como seus familiares.