Menu Principal

Presidiário critica em poema sistema prisional: 'Deturpa o cidadão'

Presidiário critica em poema sistema prisional: 'Deturpa o cidadão'

Peça foi entregue a promotora que fazia vistoria no complexo da Papuda.

Relatório de atividades 2014 - 2017

Relatório de atividades 2014 - 2017

          Disponibilizado...

Visita CCEP-SE ao CNJ em Brasília-DF

Visita CCEP-SE ao CNJ em Brasília-DF

Em visita ao CNJ em Brasília-DF, o presidente do CCEPSE,

Reunião com a OAB

Reunião com a OAB

          No dia 13 de...

Evento

Evento "Dia da mulher" PREFEM

Ocorreu no dia 15 de março de 2019, um evento na Unidade Prisional Feminina

Reunião em Brasilia com DEPEN

Reunião em Brasilia com DEPEN

O sr. Erivaldo Vieira (presidente CCEPSE) se reuniu com a coordenação do...

  • Presidiário critica em poema sistema prisional: 'Deturpa o cidadão'

    Presidiário critica em poema sistema prisional: 'Deturpa o cidadão'

  • Relatório de atividades 2014 - 2017

    Relatório de atividades 2014 - 2017

  • Visita CCEP-SE ao CNJ em Brasília-DF

    Visita CCEP-SE ao CNJ em Brasília-DF

  • Reunião com a OAB

    Reunião com a OAB

  • Evento

    Evento "Dia da mulher" PREFEM

  • Reunião em Brasilia com DEPEN

    Reunião em Brasilia com DEPEN

Cármen Lúcia assina decreto que obriga empresas a contratar presos e egressos

A presidente da República em exercício, ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) CármenLúcia, assinou nesta terça-feira um decreto que obriga empresas que firmarem contratos para prestação de serviços acima de R$ 330 mil com o governo federal sejam obrigadas a ter de 3% a 6% de seus funcionários sendo presos ou egressos do sistema prisional. O decreto será publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira e terá efeito imediato.

Denominado de Política Nacional de Trabalho no âmbito Sistema Prisional, o decreto vai contemplar os presos provisórios, pessoas privadas de liberdade em cumprimento de pena em regimes fechado, semi aberto e aberto, e também as pessoas egressas do sistema prisional.

A regra passará a constar nos editas de licitação de serviços, como vigilância, limpeza, conservação, alimentação, consultoria e engenharia, e será exigida da empresa vencedora da licitação no ato de assinatura do contrato. No entanto, para serem contratados, os presos dependem de autorização do Poder Judiciário

O Poder Judiciário fará a análise dos requisitos para verificar se aquele preso tem possibilidade efetivamente de sair para trabalhar - explicou o ministro dos Direitos Humanos, Gustavo Rocha.

O decreto prevê ainda que as empresas prestadoras de serviços produzam um relatório mensal ao juiz da execução, com cópia para o fiscal do contrato ou para o responsável indicado pela contratante, com a relação nominal dos empregados, ou outro documento que comprove o cumprimento do serviço previsto.

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, disse que a política será fundamental para a ressocialização e para combater o crescimento de facções criminosas. Jungmann destacou que, atualmente 12% dos 726 mil presos estão em atividades laborais e disse esperar que, com o decreto, esse percentual aumente:

O sistema prisional brasileiro hoje envolve apenas 12% dos 726 mil apenados em atividades laborais, ou seja, todo o restante está preso sem atividades laborais. Pode imaginar o que isso representa em termos de malefícios para essa população e na frustração do objetivo da sua ressocialização. Então esse decreto cria a oportunidade de que você amplie isso, combatendo o aumento do exército e do recrutamento das facções criminosas — afirmou o ministro da Segurança Pública.

Fonte:
https://oglobo.globo.com/brasil/como-presidente-carmen-lucia-assina-decreto-que-obriga-empresas-contratar-presos-egressos-22916162

Leia mais: https://oglobo.globo.com/brasil/como-presidente-carmen-lucia-assina-decreto-que-obriga-empresas-contratar-presos-egressos-22916162#ixzz5PfMeVu7U 
stest 

Direitos Humanos

Declaração Universal dos Direitos Humanos

Visitas ao Site

437068
Hoje
Ontem
Esta Semana
Semana Passada
Este Mês
Mês Passado
Total de Acessos
409
530
2330
428187
16371
13037
437068

Your IP: 54.198.92.22

Palavras do Presidente

CCEP - SAÚDE MENTAL

Sistemas Penais

 

 

 

Rua Central 03, 200 CEP: 49042-230 - Bairro: Orlando Dantas - Telefone: (79) 3023-0233 - Aracaju - Sergipe.