Menu

joomla responsive menu free
  • Direitos e Deveres na visita aos internos

    Direitos e Deveres na visita aos internos

  • Projeto de pesquisa sobre os trabalhos do CCEP-SE é selecionado para o NAPSEC

    Projeto de pesquisa sobre os trabalhos do CCEP-SE é selecionado para o NAPSEC

  • Injustiça para uns, prejuízo para todos: Quando o uso indevido da prisão provisória gera danos para a sociedade

    Injustiça para uns, prejuízo para todos: Quando o uso indevido da prisão provisória gera danos...

  • Pacto pela Primeira Infância será tema de seminário na região Centro-Oeste

    Pacto pela Primeira Infância será tema de seminário na região Centro-Oeste

  • Mães presas ilegalmente são foco de ações do Justiça Presente

    Mães presas ilegalmente são foco de ações do Justiça Presente

CNJ Serviço: o que fazem os oficiais de justiça?

Intimar, conduzir coercitivamente, avaliar bens, notificar, prender. Essas são algumas das tarefas realizadas pelos oficiais de justiça – servidores concursados – vinculados aos tribunais estaduais e federais, que têm como missão dar, pessoalmente, cumprimento a ordens judiciais.

Esses profissionais têm direito à gratificação de risco de vida e indenizações de transporte, uma vez que estão expostos a situações perigosas e costumam utilizar seus veículos particulares para executarem o serviço. Além disso, têm liberdade para cumprir suas cargas horárias fora do ambiente forense. Nos mandados de matéria cível, eles podem trabalhar de segunda a sábado, das 6h às 20h, ou em qualquer horário e dia caso tenham autorização especial. No caso de matéria criminal, as ordens podem ser cumpridas em qualquer horário e dia. 

O prazo para o cumprimento dos mandados é, em regra, de 20 dias a partir da distribuição. O trabalho do oficial de justiça não termina com o cumprimento da ordem do juiz. Cumprido o mandado, é preciso fazer o relatório detalhado com informações sobre a diligência. 

Entre as diversas funções externas desenvolvidas pelos oficiais de justiça duas se destacam: a citação e a intimação. Prevista no artigo 238 do Código de Processo Civil, a citação é definida como “o ato pelo qual são convocados o réu, o executado ou o interessado para integrar a relação processual”. Caso essa etapa não seja executada, o processo pode ser considerado nulo. A intimação, por sua vez, prevista no artigo 269, tem duplo objetivo: dar ciência de atos ou termos do processo e convocar a parte a fazer ou abster-se de fazer alguma coisa.

Os oficias de justiça realizam ainda trabalho fundamental em casos complexos, como reintegrações de posse, busca e apreensão e até mesmo no cumprimento das medidas protetivas previstas na Lei Maria da Penha. 

Fonte: Portal CNJ
http://www.cnj.jus.br/noticias/cnj/85711-cnj-servico-o-que-fazem-os-oficiais-de-justica

Direitos Humanos

Declaração Universal dos Direitos Humanos

Visitas ao Site

489858
Hoje
Ontem
Esta Semana
Semana Passada
Este Mês
Mês Passado
Total de Acessos
692
809
8065
474190
14216
17630
489858

Your IP: 18.215.161.19

Palavras do Presidente

CCEP - SAÚDE MENTAL

Sistemas Penais

 

 

 

Rua Central 03, 200 CEP: 49042-230 - Bairro: Orlando Dantas - Telefones: (79) 3023-4434 | 99688-8074 - Aracaju - Sergipe.