Menu Principal

O que são as audiências de custódia

O que são as audiências de custódia

          A audiência de...

Maranhão tem 431 detentos aprovados no ENEM

Maranhão tem 431 detentos aprovados no ENEM

      Por que Sergipe não adere a esse tipo de...

Presidiário critica em poema sistema prisional: 'Deturpa o cidadão'

Presidiário critica em poema sistema prisional: 'Deturpa o cidadão'

Peça foi entregue a promotora que fazia vistoria no complexo da Papuda.

Relatório de atividades 2014 - 2017

Disponibilizado Relatório de atividades referente aos anos de 2014 à...

Trabalho voluntário na Associação

Trabalho voluntário na Associação " Bom Samaritano"

Assistidos do CCEP-SE, realizaram um trabalho voluntário

  • O que são as audiências de custódia

    O que são as audiências de custódia

  • Maranhão tem 431 detentos aprovados no ENEM

    Maranhão tem 431 detentos aprovados no ENEM

  • Projeto que auxilia imigrantes venezuelanos vence Prêmio Conciliar é Legal

    Projeto que auxilia imigrantes venezuelanos vence Prêmio Conciliar é Legal

  • Presidiário critica em poema sistema prisional: 'Deturpa o cidadão'

    Presidiário critica em poema sistema prisional: 'Deturpa o cidadão'

  • Relatório de atividades 2014 - 2017

  • Trabalho voluntário na Associação

    Trabalho voluntário na Associação " Bom Samaritano"

Cármen Lúcia confirma presença na XI Jornada Maria da Penha na Bahia

A presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Cármen Lúcia, chega a Salvador no próximo dia 18 de agosto para participar da XI edição da Jornada Maria da Penha. O evento acontecerá na sede do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA). A jornada ocorre anualmente, desde 2007, e é voltada para magistrados e membros do Sistema de Justiça envolvidos com ações de combate à violência doméstica. As inscrições poderão ser feitas entre os dias 2 e 16 de agosto, no site do CNJ.

Na última sexta-feira (28), uma comissão liderada pela secretária-geral da presidência do STF, juíza Andremara dos Santos e as desembargadoras Nágila Maria Sales Brito, responsável pela Coordenadoria da Mulher do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia e Joanice Maria Guimarães, coordenadora do Núcleo de Justiça Restaurativa, se reuniu para definir a formatação da Jornada Maria da Penha deste ano, que terá como tema “A Lei Maria da Penha e Justiça Restaurativa”.

Nesta edição, o evento adotou como perspectiva a importância e aplicação da justiça restaurativa na aplicação da Lei Maria da Penha, como uma alternativa de inserção de todo o núcleo familiar no debate acerca do tema. O enfoque foi uma determinação da presidente do CNJ, e ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia.

Conhecida como uma técnica de solução de conflitos através do diálogo entre vítimas e ofensores, a Justiça Restaurativa é uma maneira de alcançar a pacificação social. Maiores detalhes sobre a jornada ainda estão sendo ajustados, mas é certa uma conferência de abertura e mesas redondas sobre o tema no turno matutino. Já no turno da tarde, será promovido um ciclo de oficinas temáticas voltadas aos magistrados, com foco em situações cotidianas nas quais a Justiça Restaurativa pode ser aplicada

Por fim, como tradicionalmente acontece na jornada, uma carta de sugestões para os tribunais e outros órgãos, será elaborada com o objetivo de oferecer alternativas e sugestões que contribuam para o melhoramento da aplicação da Lei Maria da Penha.

Os esforços empregados em edições anteriores colaboraram para adoção de medidas de uniformização de procedimentos nas varas especializadas em violência doméstica e familiar contra a mulher, como por exemplo a criação do Fórum Permanente de Juízes de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (Fonavid).

Além das desembargadoras Nágila Maria Sales Brito e Joanice Maria Guimarães e da juíza Andremara dos Santos, participaram da reunião os magistrados Arnaldo José Lemos de Souza, Ana Cláudia de Jesus Souza, Márcia Nunes Lisboa e Wagner Ribeiro Rodrigues o Advogado membro da comissão científica do núcleo de justiça restaurativa do TJBA, Lucas Carapiá; a coordenadora do Núcleo de Justiça Restaurativa do 2º grau e assessora da desembargadora Joanice Maria Guimarães, Miriam de Almeida Santana, que integram a comissão.

Fonte: TJBA
http://www.cnj.jus.br/noticias/judiciario/85153-carmen-lucia-confirma-presenca-na-xi-jornada-maria-da-penha-na-bahia

 

Direitos Humanos

Declaração Universal dos Direitos Humanos

Visitas ao Site

415173
Hoje
Ontem
Esta Semana
Semana Passada
Este Mês
Mês Passado
Total de Acessos
175
447
930
407900
7513
9708
415173

Your IP: 18.212.206.217

Palavras do Presidente

Sistemas Penais

 

 

 

Joomla templates by Joomlashine