Menu Principal

Progressão de regime e ausência de vagas no sistema prisional

Progressão de regime e ausência de vagas no sistema prisional

Iniciamos com um questionamento: o preso que possui condições de...

2018 Crise prisional não superada

2018 Crise prisional não superada

Após um ano dos massacres de 2017 novas chacinas ocorrem em

Entrega de uma roçadeira à assistida

Entrega de uma roçadeira à assistida

        Foi entregue no dia 17 de agosto...

  • Progressão de regime e ausência de vagas no sistema prisional

    Progressão de regime e ausência de vagas no sistema prisional

  • A Execução da pena e a ressocialização do preso e a Análise do sistema prisional brasileiro e a falência da pena de prisão

    A Execução da pena e a ressocialização do preso e a Análise do sistema prisional brasileiro e a...

  • 2018 Crise prisional não superada

    2018 Crise prisional não superada

  • Taxa de ocupação dos presídios brasileiros

    Taxa de ocupação dos presídios brasileiros

  • Sema oferta curso em técnicas de viveiro e produção de mudas a apenados

    Sema oferta curso em técnicas de viveiro e produção de mudas a apenados

  • Entrega de uma roçadeira à assistida

    Entrega de uma roçadeira à assistida

Cármen Lúcia instala Fórum Nacional da Infância e Juventude

Presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, realizará, nesta quinta-feira (6/4), às 9 horas, a abertura do Fórum Nacional da Infância e da Juventude (FONINJ). O evento, em Brasília/DF, contará ainda com a participação do corregedor nacional de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, e do conselheiro do CNJ e presidente do FONINJ, ministro Lelio Bentes. Ao final da manhã, será aprovada a Carta do FONINJ, com a definição das diretrizes de atuação do fórum.

O tema proposto para debate entre os participantes do fórum é “O Poder Judiciário e a Prioridade Absoluta aos Direitos da Criança e do Adolescente". De caráter permanente, o FONINJ foi instituído por meio da Resolução CNJ n. 231/2016, com a atribuição de elaborar estudos e propor medidas para a coordenação, elaboração e execução de políticas públicas no âmbito do Poder Judiciário, para aprimoramento da prestação jurisdicional na área da infância e juventude.

O fórum é composto por dois conselheiros do CNJ e juízes, que deverão orientar os trabalhos desenvolvidos pelas Coordenadorias da Infância e da Juventude dos estados e do Distrito Federal, além de facilitar a interlocução entre os órgãos da Justiça Federal, da Justiça do Trabalho, da Justiça da Infância e da Juventude, as Coordenadorias da Infância e da Juventude e o CNJ.

Conforme a Portaria n. 16/2017, o colegiado é presidido pelo conselheiro Lelio Bentes e tem como vice-presidente o conselheiro Carlos Eduardo Dias. O grupo também conta com a participação da juíza auxiliar da Corregedoria Nacional de Justiça Sandra Aparecida Silvestre e da juíza auxiliar da Presidência do CNJ Maria de Fátima Alves da Silva, além de juízes das Justiças do Trabalho, federal e estadual.

Serviço: Fórum Nacional da Infância e da Juventude (FONINJ)
Dia: 6 de abril, quinta-feira
Horário: 9 horas
Local: Supremo Tribunal Federal, Sala de Sessões da 2ª Turma, anexo 2-A, 4º Andar

Fonte: http://www.cnj.jus.br/noticias/cnj/84593-ministra-carmen-lucia-instala-forum-nacional-da-infancia-e-juventude

Direitos Humanos

Declaração Universal dos Direitos Humanos

Visitas ao Site

339950
Hoje
Ontem
Esta Semana
Semana Passada
Este Mês
Mês Passado
Total de Acessos
8
278
757
335304
5447
11574
339950

Your IP: 54.196.98.96

Palavras do Presidente

Sistemas Penais

 

 

 

Joomla templates by Joomlashine