Menu Principal

Entrega de uma roçadeira à assistida Joice

Entrega de uma roçadeira à assistida Joice

        No dia 17 de agosto de 2018, foi...

Ressocialização: detentas produzem produtos diversos em Dourados (MS)

Ressocialização: detentas produzem produtos diversos em Dourados (MS)

Quem passa pela rua tranquila, de um bairro da cidade de Dourados,

Priorização do 1º grau: Justiça de SE instala novas cinco unidades

Priorização do 1º grau: Justiça de SE instala novas cinco unidades

Para melhorar continuamente os resultados dos serviços à...

  • Taxa de ocupação dos presídios brasileiros

    Taxa de ocupação dos presídios brasileiros

  • Entrega de uma roçadeira à assistida Joice

    Entrega de uma roçadeira à assistida Joice

  • Drauzio aos juízes: Visitem as cadeias

    Drauzio aos juízes: Visitem as cadeias

  • Ressocialização: detentas produzem produtos diversos em Dourados (MS)

    Ressocialização: detentas produzem produtos diversos em Dourados (MS)

  • Priorização do 1º grau: Justiça de SE instala novas cinco unidades

    Priorização do 1º grau: Justiça de SE instala novas cinco unidades

  • Cármen Lúcia assina decreto que obriga empresas a contratar presos e egressos

    Cármen Lúcia assina decreto que obriga empresas a contratar presos e egressos

Supremo e MEC oficializam acordo de doação de bibliotecas a presídios

O acordo de doação de 40 bibliotecas, com cerca de 20 mil livros, para presídios em todo o país, foi assinado na manhã desta terça-feira (17) pela presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Cármen Lúcia, e pelo ministro da Educação, Mendonça Filho. “A leitura é instrumento importante de respeito aos direitos humanos e, ao mesmo tempo, de humanização das penitenciárias brasileiras, que se encontram, em grande parte, em uma situação bastante crítica”, disse o ministro ao final da audiência com a presidente do Supremo.

Ele lembrou que a leitura ajuda “na formação educacional daqueles que estão em situação de privação de liberdade e também funciona como um instrumento válido para a remição de pena”, que é o direito de o condenado abreviar o tempo de sua sentença penal. Segundo o ministro da Educação, o cronograma de distribuição dos livros deverá ser formalizado nas próximas semanas e será definido pelo Supremo em parceria com os Tribunais de Justiça e as secretarias estaduais que cuidam da administração dos sistemas penitenciários. “O cronograma obedecerá uma lógica de atendimento às penitenciárias que tenham maior necessidade em termos de biblioteca”, afirmou.

Outras iniciativas

O ministro da Educação informou ainda que disse para a presidente do Supremo que, a partir do segundo semestre de 2017, o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) será oferecido ao sistema penitenciário nacional, permitindo que presos possam obter a certificação de conclusão do ensino fundamental e médio. “Na visão da presidente Cármen Lúcia isso é algo muito positivo”, disse.

Segundo ele, amanhã deverá ser oficializada a separação entre Enem e Encceja, ficando o primeiro mecanismo para acesso às universidades e o segundo, como sistema de certificação de conclusão do ensino fundamental e médio. Outras iniciativas, de acordo com o ministro, serão a oferta de educação a distância e educação técnica a presidiários por meio de uma maior proximidade de atuação do Mec junto ao Ministério da Justiça (MJ) e do Judiciário.

STF/RR/JR

Fonte: http://www.cnj.jus.br/noticias/judiciario/84246-supremo-e-ministerio-da-educacao-oficializam-acordo-de-doacao-de-bibliotecas-a-presidios

Direitos Humanos

Declaração Universal dos Direitos Humanos

Visitas ao Site

364213
Hoje
Ontem
Esta Semana
Semana Passada
Este Mês
Mês Passado
Total de Acessos
202
367
569
357481
6019
13281
364213

Your IP: 54.225.26.44

CCEP NO SOCIAL

Palavras do Presidente

Sistemas Penais

 

 

 

Joomla templates by Joomlashine