Menu

joomla responsive menu free
  • Direitos e Deveres na visita aos internos

    Direitos e Deveres na visita aos internos

  • Projeto de pesquisa sobre os trabalhos do CCEP-SE é selecionado para o NAPSEC

    Projeto de pesquisa sobre os trabalhos do CCEP-SE é selecionado para o NAPSEC

  • Injustiça para uns, prejuízo para todos: Quando o uso indevido da prisão provisória gera danos para a sociedade

    Injustiça para uns, prejuízo para todos: Quando o uso indevido da prisão provisória gera danos...

  • Pacto pela Primeira Infância será tema de seminário na região Centro-Oeste

    Pacto pela Primeira Infância será tema de seminário na região Centro-Oeste

  • Mães presas ilegalmente são foco de ações do Justiça Presente

    Mães presas ilegalmente são foco de ações do Justiça Presente

Grupo de apoio fomenta ações para impulsionar adoções em Alagoas

para impulsionar as adoções no estado, como a realização de reuniões para conscientizar os pretendentes acerca do perfil das crianças e adolescentes que estão nas entidades de acolhimento. O grupo foi criado em agosto deste ano e conta com o apoio do Poder Judiciário de Alagoas, por meio da Coordenadoria Estadual da Infância e da Juventude (Ceij) e da 28ª Vara Cível da Infância e Juventude.

Para subsidiar a atuação do GAA-AL, a vice-presidente da Associação Nacional dos Grupos de Apoio à Adoção, Silvana Moreira, esteve em Alagoas, onde apresentou as ações desenvolvidas pelo grupo de adoção do Rio de Janeiro, como visitas a entidades de acolhimento e atividades que visam desconstruir a cultura da adoção.

“Buscamos dar apoio e conscientizar as pessoas que querem adotar. É preciso saber que a criança idealizada é diferente da criança real. A adoção não visa reproduzir a genética dos adotantes e sim o DNA da alma. Nós viramos uma grande família” afirmou Silvana Moreira.

Segundo o juiz Carlos Cavalcanti, que preside a Comissão Estadual Judiciária de Adoção Internacional (Cejai) e é membro da Ceij, a proposta para a criação do grupo no estado surgiu durante o 6º Encontro Estadual de Adoção, realizado em maio deste ano. “A temática da infância e juventude é uma das prioridades do Poder Judiciário de Alagoas, que por meio da 28° Vara Cível vem realizando audiências concentradas para acelerar os processos de adoção. Precisamos mudar a cultura da adoção, já que o perfil das crianças que estão disponíveis não corresponde ao que costuma ser sugerido pelos adotantes, que se refere a meninas brancas, de 0 a 3 anos”, explicou o magistrado.

De acordo com portaria publicada pela 28ª Vara Cível da Infância e Juventude, para se habilitar, os pretendentes à adoção precisam participar de no mínimo três reuniões do GAA, para conhecer melhor a realidade das crianças e adolescentes que estão nas entidades de acolhimento. Ênio Ricardo, que recentemente se tornou pai adotivo, é um dos participantes do grupo em Alagoas, que segundo ele, vai ajudar no compartilhamento de experiências sobre a adoção. “Essa troca de informações é muito importante, porque surgem dúvidas até para quem já adotou”, afirmou.

Existem 120 grupos de apoio à adoção no país, cujos representantes se reúnem uma vez por ano, durante o Encontro Nacional de Apoio à Adoção (Enapa), que conta com a participação de integrantes do Poder Judiciário, do Ministério Público e de conselhos tutelares, entre outros, para debater sobre a temática.

Fonte: TJAL
http://www.cnj.jus.br/noticias/judiciario/84025-grupo-de-apoio-fomenta-acoes-para-impulsionar-adocoes-em-alagoas

Direitos Humanos

Declaração Universal dos Direitos Humanos

Visitas ao Site

489872
Hoje
Ontem
Esta Semana
Semana Passada
Este Mês
Mês Passado
Total de Acessos
706
809
8079
474190
14230
17630
489872

Your IP: 18.215.161.19

Palavras do Presidente

CCEP - SAÚDE MENTAL

Sistemas Penais

 

 

 

Rua Central 03, 200 CEP: 49042-230 - Bairro: Orlando Dantas - Telefones: (79) 3023-4434 | 99688-8074 - Aracaju - Sergipe.