Menu Principal

Entrega de uma roçadeira à assistida Joice

Entrega de uma roçadeira à assistida Joice

        No dia 17 de agosto de 2018, foi...

Ressocialização: detentas produzem produtos diversos em Dourados (MS)

Ressocialização: detentas produzem produtos diversos em Dourados (MS)

Quem passa pela rua tranquila, de um bairro da cidade de Dourados,

Priorização do 1º grau: Justiça de SE instala novas cinco unidades

Priorização do 1º grau: Justiça de SE instala novas cinco unidades

Para melhorar continuamente os resultados dos serviços à...

  • Taxa de ocupação dos presídios brasileiros

    Taxa de ocupação dos presídios brasileiros

  • Entrega de uma roçadeira à assistida Joice

    Entrega de uma roçadeira à assistida Joice

  • Drauzio aos juízes: Visitem as cadeias

    Drauzio aos juízes: Visitem as cadeias

  • Ressocialização: detentas produzem produtos diversos em Dourados (MS)

    Ressocialização: detentas produzem produtos diversos em Dourados (MS)

  • Priorização do 1º grau: Justiça de SE instala novas cinco unidades

    Priorização do 1º grau: Justiça de SE instala novas cinco unidades

  • Cármen Lúcia assina decreto que obriga empresas a contratar presos e egressos

    Cármen Lúcia assina decreto que obriga empresas a contratar presos e egressos

Juizado de Violência Doméstica usará o Projudi Criminal em novembro

O 1º Juizado de Violência Doméstica (Maria da Penha) passará a operar com o Processo Judicial Eletrônico (PJe) – Processo Judicial Digital (Projudi) criminal – a partir do dia 3 de novembro. Os advogados que ainda não possuem cadastro no Projudi devem fazê-lo, a fim de que não ocorram inconveniências no uso da ferramenta. De acordo com o gerente de projeto do PJe do Tribunal de Justiça de Roraima (TJRR), Carlos Roberto Dias, essa migração será gradual e progressiva, e todas as novas autuações a partir de 3 de novembro já deverão ser eletrônicas.

“Os demais processos que tramitam na vara estão sendo digitalizados e cadastrados no Projudi. O prazo previsto para a conclusão da migração ocorrerá em 50 dias”, disse. Até a conclusão da digitalização, os processos não digitalizados terão tramitação no sistema Siscom, sendo possível às partes o peticionamento em meio físico.

Implantação -  O Tribunal de Justiça de Roraima passou a utilizar o Projudi em todas as varas criminais da Comarca de Boa Vista desde 4 de outubro. Somente a Vara da Justiça Itinerante, a 1ª Vara da Infância e Juventude e o Juizado de Violência Doméstica ainda permaneciam com tramitação de processos físicos por se tratarem de unidades com competência híbrida (cível e criminal), e ainda necessitarem de ajustes do sistema eletrônico. A partir de agora, o Juizado de Violência Doméstica também passará a utilizar o sistema.

O Projudi permite a tramitação totalmente eletrônica de processos judiciais via internet. Seu funcionamento é simples e seguro. Os pedidos serão registrados eletronicamente, com distribuição e cadastramento automático do processo. A partir daí, todos os atos serão realizados de maneira virtual, eliminando-se o papel.

O TJRR contratou uma empresa com larga experiência para digitalizar com segurança e agilidade os processos, enquanto servidores experientes os inserem no sistema. As atividades de digitalização tiveram início no mês de agosto. Assim que essa etapa for concluída, as respectivas versões físicas dos autos serão arquivadas, deixando de tramitar em papel nas varas, garantindo mais agilidade na tramitação dos autos, com utilização de um único sistema.

Fonte: TJRR
http://www.cnj.jus.br/noticias/judiciario/83777-juizado-de-violencia-domestica-usara-o-projudi-criminal-em-novembro

Direitos Humanos

Declaração Universal dos Direitos Humanos

Visitas ao Site

364182
Hoje
Ontem
Esta Semana
Semana Passada
Este Mês
Mês Passado
Total de Acessos
171
367
538
357481
5988
13281
364182

Your IP: 54.225.26.44

CCEP NO SOCIAL

Palavras do Presidente

Sistemas Penais

 

 

 

Joomla templates by Joomlashine